segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Destempero !

Boa Tarde !!!!!

Destempero !

O cuidado que tens que ter é de não se deixar se contaminar pelo meio,
e assim aparentar algo que não quer ou quando nada desconhece que podes provocar por uma ansiedade. Juntando a arrogância e falta de humildade de reconhecer que algo esta errado e como não consegues identificar o mesmo tens que pedir a outrem que Te ajude para que ai sim, comeces a engatinhar a caminho de um horizonte certamente de esclarecimento da sua vida .

JB


"Enquanto se ama, perdoa-se."

La Rochefoucauld

Hoje!
Não penso em sair
Nem vou trabalhar
Vou abrir a janela
Deixar o sol entrar
No róseo do quarto
Sentir a vida
Aqui há poesia
Na ilusão o melhor dos momentos
Sem os falsos sorrisos
Aqui eu posso sonhar...
Hoje não vou sair
Nos olhos a visão
De alguém me amando
Sem nada pensar
Esquecendo no mosaico de cores
Que por um motivo fútil
Nesse cenário amigo
Na cama agora vazia
Meus sentimentos vadios
Fizeram esse ser chorar...
Hoje não vou sair
Nem vou trabalhar
Os livros na estante
Nem vou folhear as possibilidades
De um novo romance sonhar...
Hoje não vou sair
Sorver um cafezinho
Na xícara de louça branquinha
Mordendo a bolachinha
Vou rasgar o jornal
Não quero noticias
Que falam da rotina
Dos crimes que não cometo
Que são repetitivos
Para felicidade da mídia
Que precisa para viver...
Hoje vou desistir
De no quarto ficar
Maldita essa rotina
De ter que trabalhar
Lembrei da minha mesinha
Da secretária Aninha
Com olhos pequeninos
Que me olha pedindo
Sempre com beicinho
Um aumento no salárinho
Que não posso dar...
Hoje estou dividido
Será que está resolvido?
Ou será que não está?
Vou sair?
Lá fora ainda tem poesia
Aqui também há
Aqui não há uma vida
Que me possa amar...
E lá fora?
Também não há...

Fim.
Sabe?


Agostinho M. da Costa

Beijões e Abrações .

Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale