domingo, 18 de abril de 2010

Meio ambiente .


Bom Dia !!!!!

Que o Domingo lhe providencie muitas coisas boas mais o fundamental mesmo é quando alcanças a Paz, a Tranqüilidade, a harmonia necessária para um bem viver sem agredir ao próximo consequentemente se beneficiando conquistando assim o equilíbrio no meio ambiente, no universo .Que o senhor sempre lhe atenda em seus pedidos lhe ajudando superar todos os obstáculos .

JB

Os prazeres pertencem à mocidade, as alegrias à meia-idade e a bem-aventurança à velhice.

Hans Christian Andersen


Correnteza do teu rio

Doce água que verte da correnteza do teu coração
Que mata a minha sede e alimenta os meus desejos
Por que tens olhos de rejeição
Quando peço permissão para subir está montanha
E fazer em teu amor a minha morada
Demoras tanto tempo e insisti em adormecer longe da brisa
Desta correnteza que se afunda em outros mares
Unico riacho de profundezas misteriosas
Porque não queres o perfeito e na banca daquele vendedor
Vai todo dia ao amanhacer consultar as novas
Saiba que os moradores daquela montanha dizem
Que o velho já está pirado de tanta grossura
Não sabe mais ao pé do ouvido dizer palavras românticas.
Eu ando sozinho pela costa do teu caminho
Sigo em passos retos e sem parar
Pois acredito ainda que no destino
Sob um céu de nuvens
vou poder te namorar.
Sombrosas árvores tem tua costa
Saborosos frutos que produzem
Já viaje o mundo e lugar mais belo não vi
Quando observei a cachoeira tão pequena
E a água que dali descia
Tão tímida e tristonha em meu passado já vivia
Mas veja os pássaros que cantam de manhã cedo, no clarear do dia
Em segredos e encantos a floresta da tua voz enchia
Quanto tempo perdi tentando me encontrar em outra correnteza
Mas qual será o meu, senão esse em que a água cristalina
Visão de um dejavu do paraíso, sai de tua vertente e corre
Sem rota, mas atrasada de encontro ao meu mar
E assim continuo a andar sozinho
Pela beirada do teu caminho
Sigo devagar e apaixonado
Com um sorriso nos lábios
Pois sei que o futuro
É algo que vem me encontrar.

Maurício Pacheco Moreira

Beijões e Abrações .



Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale