quinta-feira, 20 de maio de 2010

Livre !


Bom Dia !!!!!

Não só sinta-se livre, mais corra atrais da liberdade a transformando em realidade, tornando-se livre de fato e direito pois o principal Eu já disse, é Você acreditar em sí mesmo querendo ser e a partir daí conquistando a mesma . Sempre, mesmo que se ache inferiorizado com menos condições não deixe de acreditar pois esse é o primeiro passo, o outro e lutar árdua e bravamente atrais daquilo que se quer e nunca se esqueça que Deus, esse sempre a nossa espera esta só dependo de nós .

JB

O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá, mais se tem.

Antoine de Saint-Exupéry



Delírio

Queria minha paz de velho
como gangorra ou balanço,
praça,
domingo,
silêncio. Queria,
porque achava que precisava e estava
quase sem nexo.

Algo assim como ter o espaço
dentro das próprias costelas sem precisar pagá-lo.

Você surgiu sem surgir

(eu não sei se estás mesmo
ou
se sou eu que te faço;
valho-me de um pedaço como desenho ou sonho
algo que penduraste aqui
em minha carência exausta)

Eu sei lá se agarrada
como a uma balsa estranha
por causa do naufrágio
que abandonei por pouco...

Naufragar é preciso, sim.

Às vezes me apareces na sala dos espelhos
E eu se corro te vejo
E fico
Quase que... com desejo.
Como saber se é mesmo
este
o delírio certo?

(mesmo que nunca saiba
se for a dois,
é mesmo...)

Marieta Cristina Dobal Campiglia


Beijões e Abrações .


Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale