quarta-feira, 8 de maio de 2013

Feitiço .





Bom Dia e que a sua Semana Maravilhosa Seja !!!!!
 

Feitiço .

Quando as corujas se agitam
As rosas brancas exalam aroma de Paz
O ar rarefeito purifica a essência que guardada em seu interior está
Esta que de dote energia lhe outorga
É quando tens que fluir a responsabilidade,
pois se por Você não se preocupas ,
tens que se preocupar com os outros .
Outros que não pediram para vir,
outros que acham seguro estar,
outros que pensam em atendidos serem,
e muitos e muitos mais .
Reflita,
e até para neutro ser,
arrume tudo primeiro,
para que ai possas sair sem prejudicar a ninguém .
Deixe seu ser se desenvolver e procure enxergar a Vida como Ela é,
os elementos como Eles são e estão a nosso redor .
E certeza tenhas,
capacidade e competência tens para que junto aos elementos,
forme um elo que ligado a linha do equilíbrio,
proporcionará a Paz .

JB


O tempo ampliará tudo o que você fizer hoje. Então, mesmo nas menores coisas faça o que for correto.

Kelly Lopes

                     
Magia

Que magia era aquela que Maria fazia.
Alma perfumista a criar bálsamos tão nobres, tão raros, tão delicados.
Era magia, eram bálsamos enfeitiçados, capazes  de tirar das almas até os seus pecados.
Da forma mais primitiva fervia flores, destilava vapores. Sabia, como sabia, o ponto certo, a hora exata de resfriar o vapor, que continha a essência aromática daquela flor.
A sábia Maria extraía de cada flor o odor mais puro, mais concentrado, a nenhuma outra essência misturado.
A suma perfeição, assim eram os bálsamos que saíam de sua mão.
Em quem pensava enquanto os preparava.
Pensava no homem Deus a quem amava.
O bálsamo maios nobre guardava em vasos de alabastro, e só os abria quando Cristo por ali aparecia.
Preparados com tanto amor, com eles lavaria os pés do Príncipe da Luz, o primogênito do Grande Senhor.
Era Maria que seria um dia Maria de Betânia, a mais simples de todas as Marias que, como satélites, em torno de Cristo gravitavam.
Amava o homem e amava o Deus que ele representava.
Amor platônico, amor divino, amor cristalino.
Alma perfumista empenhada em aperfeiçoar os bálsamos que em Betânia se andavam a preparar.
Quando Cristo disse para Marta: Maria escolheu a melhor parte, era também a isto que Cristo se referia.
Maria Trabalhava, era perfumista, fazia o que mais gostava, por isso o trabalho não a cansava.
E Marta insistia em fazer de Maria outra mulher a fazer o que não gostava, o que não queria.

Lita Moniz


Beijões e Abrações .

Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale