terça-feira, 28 de setembro de 2010

Despercebido .


Bom Dia !!!!!

É através da paciência que conseguimos fazer a tão desejada conquista que as vezes bem longe aparenta estar e quando a deixamos de lado, não a ignorando, mais sim não elevando seu valor além do real, dividindo assim com as outras coisa passa despercebido, e é feito com a maior tranquilidade e nem se apercebe da mesma a não ser quando já passou . Procure e certamente a achará . Um beija flor em sua plenitude e harmonia plaina majestosamente afastando a inércia e nos dando aula de equilíbrio a qual quanto mais admirarmos, mais engrandeceremos nossos olhos e ser, de vida, de Paz, de Amor . Saiba admirar a natureza e dela tirar tudo que puderes sem a depredar .

JB

Amamos a vida não porque nos habituamos com a vida, mas porque nos habituamos a amar.

Friedrich Wilhelm Nietzsche

Alma de Pastor

Alma de pastor conhece bem a dor
Que do frio vem.

Água sólida a bater no que a roupa
Não conseguiu proteger.
Faces e nariz avermelhados pelas
Pedras de gelo massageados.

Lábios rachados.
Pés inchados.
É o frio a castigar seu corpo e o corpo
dos animais que anda a apascentar.

É a dor deles que dói mais.
Sofre com os animais.
Alma de pastor não se detém a pensar.
Deixa-se levar por cada estação a chegar.

Na primavera respira com as flores.
Estufa o peito, e lá do seu jeito, vai
procurar outra pastora que esteja
querendo com ele casar.

No calor do verão cresce o coração,
como os talos dos vegetais floresce,
Permite que nele desabroche o amor,
a sua flor.

E no estio, às vezes aparece o fruto
do cio, e nascem crianças como nascem
nozes nas nogueiras, castanhas nas castanheiras.

No inverno veste-se de neve.
Enrijece os músculos, petrifica.
Só assim, petrificado, será forte para ajudar o
gado que lhe foi confiado.

Mesmo ali, na pior estação, desconhece
Amargura e doenças do coração.
A mente deixa que vá passear com a brancura
do lugar, quando o infinito parece mais bonito.

Gado no curral bem alimentado,
Um ao outro encostado.
Fabricam calor, instinto de amor,
Que jaz no gado e no pastor.

Lita Moniz

Beijões e Abrações .


Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale