segunda-feira, 27 de junho de 2011

Calor interno .






Bom Dia !!!!!

Embora um pouco frio mais vou levando pois o calor vem de dentro e quando acendemos ou melhor, mantemos o fogo dentro de nos aceso dia-a-dia vamos conquistando uma vitória a qual nos dá o ganho da batalha e no final levar-nos a conquista da guerra .
Lute sim, lute por algo, por um ideal, mais acima de tudo tenha a sua consciência tranquila de que certo estas fazendo pois ai estarás no caminho certo . Uma ótima semana com aquele corriqueiro afazer, pois ao fazer tudo o que acostumado estas, partindo para a perfeição e a vitória estarás .

JB

Eu não faço questão e nem tenho idéia de ter todas as respostas, mas certamente vale a pena eu pensar a respeito das perguntas.

Sergio Siqueira

A FORMA DA CONSEQUÊNCIAS

Para todos os efeitos, o defeito feito está.
A flecha não consegue voltar. Nem o dito, nem o rio.
Rio causa mar.
Mar causa barcos.
Barcos causam viagens
que causam despedidas,
saudade, novos céus,
velha Europa
que ocasiona clandestinos,
que geram leis e desamparo.
Novos muros, velha fome.
E ao mesmo tempo:
Cartas viram cargas, que adormecem
nas gavetas gastas,
junto ao coração esquecido,
que quis olhar pro céu.
Céu transforma-se em aves
que se deixam cair
para murmurar na árvore
que forma praça
que trará amantes,
a sussurrar, rir e chorar.
Alívio é o efeito de chorar.
Chorar é o efeito da distância.
Distância é o efeito do querer.
Efeito da falta, do que esteve próximo.
Hoje nas gavetas. Hoje escondido.
Cada incidente se espalha urgente
em todas as direções,
em todos os sentidos,
e pelo feminino sexto sentido.
Ao mesmo tempo:
mulher, perfuma e sonha filho e
dá vida à mãe.
Canta, digere, anda,
se aproxima e se afasta.
E ao mesmo tempo
chora.
Porque é mulher.
Caminha até a beira do rio e pensa:
"Rio causa mar..."

Néstor


Beijões e Abrações .

Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale