sábado, 17 de dezembro de 2011

Risco !


Bom Sábado !!!!!

Muitas vezes temos que nos pronunciar sem querermos, é constrangedor, pois dar opinião ou sua escolha por isso ou aquilo em momento não muito propenso, é chato .

Mais frios temos que ser, para que a continuidade e a sisudez não pare, pior, não morra . Sacrifícios hoje são feitos forjando a estrutura que lhe sustentará por sua vida onde o seu caráter é quem determinará como será a mesma . Paz, atrás de Ti ando, e ao encontra-la sossego terei para que possa no equilíbrio de minha vida alcançar  a Felicidade . Vou vencer .


JB


Só nos sentimentos completos, é quando encontramos a nossa outra metade.


Anny Souza


O Natal


O Natal é um menino arteiro.

Fugiu da babá, driblou o porteiro.

Já aqui na Terra a primeira arte

foi pôr para dormir o tempo de guerra.

A segunda arte foi pôr para correr as forças

do mal, que nos fazem sofrer.

Menino esperto tratou de entender o que

Está a acontecer para nada dar certo.

Olhou bem nos olhos daqueles homens de

olhar sisudo, querendo à força resolver tudo.

Nem precisou dar um jeito na situação.

Eles mesmo já andavam a dar cabo do coração.

Então o menino achou um tempinho para ir

A um campinho. Parecia um menino maluquinho.

Chutava a bola com jeito moleque e a danada até

Parecia que os atravessava.

E todos davam aquela risada.

Riam por tudo e por nada.

O menino arteiro resolveu então baixar o calção.

A rir mais ainda, cada um tratou de ficar peladão.

E riram com o nunca se riu.

A bola rolava como nunca rolou.

Cada um tirava um coelho da cartola

Para agradar o dono da Bola.

Muita gente foi chegando querendo saber o que é.

É o Natal ensinando o que é viver a fé.

Que riqueza para valer é um corpo menino,

Um jeito moleque de ser.

Saúde para dar e vender.


Lita Moniz



Beijões e Abrações .

Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale