sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

A alimentação .



Bom Dia e um ótimo FDS !!!!!

A alimentação .

Sim,
Eu sei,
é  pura verdade .
Pois ao ignorarmos o que temos ao nosso redor no dia a dia, proporcionamos o desgaste pela não alimentação continua e a manutenção da reciprocidade .
Mais a exuberância de seu ser sega atordoando e não permitindo o meu raciocínio .
Assim,
impulsivamente e por extinto mergulho,
pois se em Mim não confiar,  
nada serei .
E contando com a alimentação proporcionada pelo meu Amor por Você amalgamando esta união fornecendo Paz, Tranquilidade e muito Carinho para que ai sejamos Você e Eu Felizes, vou, onde dentro de nossa humildade e simplicidade formamos um ser só, e que o prazer de um é saciar a carência do outro dando equilíbrio e providenciando a estabilidade que nos funde, une, junta um a necessidade vital do outro .

JB


O homem é tão auto suficiente que nunca admiti está por baixo. Porém, há um momento no qual o homem se convence da sua limitação. Ou seja, ao se deparar diante de um grande amor, neste momento ele percebe o quanto seu vocabulário é pobre e limitado, pois mesmo que ele tentasse jamais conseguiria expressar o clamor que ecoa do seu coração. Porém, o homem sábio e sensato, sabe que mesmo diante desta realidade, ainda é possível demonstrar todo este amor, não através de palavras que podem ser levadas pelo vento, mas através de sinceros gestos e ações de amor.

Renato Alves Cavalcante



Quero Ser


Quero ser depois de morrer
uma alma agradecida por tudo
que Deus fez por mim nesta vida.


Cada caída, não sei bem dizer,
Chegava um anjo para me socorrer.
E um arcanjo para à vida me devolver.


Outras vezes vinha uma voz de outra vida.
Mandava-me desacelerar o coração.
Deixar isso de pensar a cargo da razão.


Mas a loucura é aquela prima que mais desatina.
Lá vinha ela e me arrastava para a triste sina:
Vagar sem consciência divina.


Era quando vinha a própria Luz.
Nossa! Quem sou eu!
Por mim desceu da cruz.


O mal que me rodeava desatava a correr.
O corpo chagado por aquela luz atravessado,
Agradecido dizia: estou curado!


E aquela prima andava para ali a dizer:
Agora está rica, não quer mais me receber.
Tenho raiva dela, nem a posso ver.

Lita Moniz


Beijões e Abrações .

Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale