terça-feira, 8 de março de 2011

Feliz Dia, Mulheres de Todo Mundo !



Boa Tarde !!!!!

Um feliz dia das Mulheres e procure sempre independente de qualquer coisa como raça, cor, tamanho, SEXO, e por ai a fora ser Você e junto não só paralelamente mais sim, se integrando ao meio a razão, principalmente a seu raciocínio, opinião e mais, seu coração, mesmo que a mídia lhe diga o contrário em minha concepção, vejo meu instinto, meu coração e Você ? Pense sim pois tempo tens afinal Ele é nosso e quando nos conscientizamos, tudo da e acabamos por fazer tudo o que antes não fazíamos e pior, tudo e melhor do que outros mais habilidosos fazem pois a nossa qualidade é colocada a dispor, assim fazemos tudo e bem feito e com o coração, enquanto nem sempre os outros fazem tudo e bem feito e o coração, nem pensar .
Por isso mesmo depois da queda, do arraso, da desgraça, olhe bem para dentro de Você e se realmente quiseres, ai Você fará sem questionar como e mais, quando simplesmente sabes que pode fazer e não o fazendo nunca será motivo para derrota, para perda, pois o importante é saberes que podes e que tentou e querendo novamente tentaras pois podes esse é o fundamento, tentar, é claro que vitórias são ótima e lindas mais os que não sabem disputar e principalmente perder, esses podem nunca se reerguerem enquanto Você sabe que podes .
Estejas com Jesus sempre a Te acompanhar e necessitando feche os olhos e bem baixinho o chame e com certeza Te atenderá . Curta o restinho do carnaval se preparando para a ressaca pois a mesma nem sempre é dos que a provocam podemos telas por motivos Ns mais superaremos .

JB

A paciência na adversidade é sinal de um coração sensível.

Aníbal

MULHER !...
(Replay)

Tu és um misto de ternura
A imagem que emoldura
A alma e o coração
Tu és a anônima obreira
Mãe, mulher e companheira
Que levanta ao sol nascer
Numa luta de coragem
Tu és a prima imagem
És o esteio do lar
Todos buscam teu abrigo
Pois todos contam contigo
Para a palavra final
És a rainha do lar
E nunca deixas faltar
O equilíbrio e a razão
Labutas em desigual
Tua razão principal
Em tudo está presente
Dás duro o dia inteiro
Em casa e no canteiro
A realidade confundes
Tens a tarefa dobrada
Nunca te dizes cansada
Nem negas o teu amor
Mulher que fala e faz
Dá conta e é capaz
De ser mãe e companheira
Na tristeza ou na alegria
No amor ou na folia
O corpo exausto! Só..
Mulher, mãe ou namorada
És eterna apaixonada
A amante insana, a viver!
Mulher de vários talentos
Não ouças os meus lamentos
Neste dia a ti consagrado
És espelho da candura
Refletes a formosura
Dizes ao mundo quem és !

São Paulo, 07 de março de 2005
Armando A. C. Garcia


Beijões e Abrações .

Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale