quinta-feira, 7 de junho de 2012

Não é tarde .





Bom Dia !!!!!

Não é tarde .

Nunca tarde é quando se realmente quer .
E ao fazer sem procurar iniciando estará .
Parta convicto e chegar Você irá .

“ a fragilidade é muito objetiva e infelizmente quando atinges a percepção não são muitos que conseguem a superar e é ai que temos que nos unirmos ajudando-nos uns aos outros . Primeiramente enxergar, para que daí possamos após a identificar revertermos tornando-a em rigidez a qual confiança nos dará de que somos capazes e que o ditado é certo, “ a união faz a força “ e fazendo com que após a superação só tranqüilidade possamos ter e assim curtirmos a Paz alcançada sedo Felizes .”

JB


Respeitar as opções do outro, em qualquer aspecto, é uma das maiores virtudes que um ser humano pode ter. As pessoas são diferentes, agem diferente, pensam diferente. Nunca julgue, apenas compreenda.

Osias Nery Neto


Poesia

Sim, sou poeta, faço poesia.
Podia escrever romances, podia.
Mas escolhi poesia porque é um
Jeito condensado de falar.

A poesia vai de avião.
O romance viaja na carroceria do
Caminhão.  O mundo há de perceber
Que  poesia é o melhor jeito de escrever.

De dizer o que é e o que pode vir a ser.
Na poesia cabe tudo até a verdade.
O poeta pode até dizer que Cristo o
Veio ver.

Pode-O  pintar do seu jeito.
E até se for verdade, apresentá-Lo ao
mundo tal qual a realidade.
Um poeta é uma igreja.

Que não quer  igreijar  ninguém.
Quer leitores, não seguidores.
Leitores que já saibam ler.
Ou dispostos a aprender.

É avesso ao rebanho.
Corre pouco atrás do ganho.
Se vier é consequência.
Não é condição primeira.

Quando escreve até parece que
Alguma coisa desce querendo também
Dizer o que é preciso saber.
Pega carona na caneta, molda a letra.

E o coitado do poeta, porque está todo
Empolgado, escreve o que é seu e o que
Vem do outro lado.
Depois publica e assina.

Essa é a sua sina.
É julgado cá e lá.
Cá porque publicou.
Lá porque o que publicou não bastou.

Publicou só  metade do que sabe.
Assim a poesia corre por um leito que
Nunca morre.
Não seca porque não pode secar.

Há muito por publicar.
Há muita coisa para dizer.
Muitos recados para dar.
Muita coisa para contar.



Lita Moniz


Beijões e Abrações .

Nenhum comentário:

PAZ .

PAZ .

Horloge numérique / digitale